Como colocar pisos que imitam madeira?

Os pisos que imitam madeira devem estar na lista das grandes invenções já realizadas para o segmento da construção civil e decoração.

Antes também recomendo aprender como funciona um piso laminado colocado e caso esteja na região e queira ver como fica o piso lamiando colocado em Mogi das Cruzes é só nos avisar.

Neste artigo eu vou ensinar como colocar os pisos que imitam madeira de forma simples, prática e barato. Mas antes de ensinar, você sabe quais as diferenças desses pisos?

Também recomendo a leitura do artigo que fiz sobre quanto custa colocar piso laminado, vai ajudar muito na sua organização de orçamento.

Vou explicar um pouquinho sobre cada piso que imita madeira para que não sobre dúvida na hora de você comprar o seu piso.

Vamos focar nos 5 pisos mais conhecidos e com o melhor custo e benefício para a sua obra, com bons preços e resultado final que vai lhe surpreender.

Vamos lá!

PISO VINÍLICO

piso vinilico que imita madeira

 

 

 

 

Aqui no blog eu já expliquei em um artigo como é feita a composição do piso vinílico, porém nunca é demais reforçar o conhecimento.

O piso vinílico ou vinil é conhecido em alguns lugares como piso de PVC e é fabricado com matérias-primas oriundas do petróleo, composta de minerais e materiais reforçados como a resina vinÍlica.

Se você procura piso com mais resistência e flexibilidade, o vinílico é a pedida certa, além do que, sua variedade é enorme e você encontra esses produtos em modo de placas, mantas e réguas.

Outros pontos que fazem muitas pessoas optar pelo PVC são as diversas texturas, os variados padrões e cores fazem imitações perfeitas de madeiras, pedras, mármores e muitos outros elementos.

Sem dúvida, se souber escolher uma boa combinação de estilo, conseguirá facilmente decorar qualquer ambiente.

Como todos os pisos, o piso vinílico tem suas vantagens e desvantagens, quais destaco:

Vantagem:

Desvantagem:

  • Exposição ao sol deteriora o piso;
  • Contato durante muito tempo com água deforma o piso;
  • Cuidado vigilante com materiais pontiagudos;
  • Não é recomendado para área externa.

Como qualquer piso, a durabilidade será maior se for seguido as regras de uso definidas pelo fabricante.

PORCELANATO

piso porcelanato que imita madeira

 

 

 

 

 

 

 

O piso porcelanato é o mais conhecido e usado nas obras por conta da sua versatilidade e preço razoável.

O porcelanato tem como imitar perfeitamente um piso de madeira com seu tipo conhecido como porcelanato amadeirado.

As peças de porcelanato são excelentes para qualquer ambiente da residência, podendo ser usado não só no chão seco como em lugares que recebem água.

Vejam algumas características que fazem as pessoas escolherem pelo porcelanato:

  • Alta Resistência;
  • Qualidade duradoura;
  • Um piso multi-funcional;
  • Facilidade de colocação;
  • Preços acessíveis;
  • Facilidade de Limpeza;
  • Pouca Manutenção;
  • Instalação rápida e prática.

Características marcantes que fazem o porcelanato ser o queridinho nas maiorias das obras.

Quando se falar em reprodução real ao piso de madeira, o porcelanato sem dúvida dispara na frente de todos. Ele traz uma beleza mais natural e próxima as madeiras.

O resultado final vai depender o seu bolso e quanto está disposto a investir. Os pisos são vendidos por linhas, havendo variação de preço e qualidade, e a beleza final depende de linha para linha.

Onde pode ser instalado o piso porcelanato:

  • Quartos;
  • Salas;
  • Banheiros;
  • Área de Piscina;
  • Área de Serviço;
  • Garagem e muitos outros mais.

Vale ressaltar que tudo depende da qualidade da instação, se bem instalado, seu piso durará muitos e muitos anos.

CARPETE DE MADEIRA

Piso carpete de madeira preço

 

 

 

 

 

O carpete de madeira é um piso mais difícil de se encontrar nos dias de hoje. Casas e apartamentos mais antigos usavam esse tipo de piso.

O carpete é feito de uma lamina mais fina que o piso de madeira maciça, composto por chapas finas de madeira natural. Essas madeiras são prensadas e processadas de MDF e similares.

Como nos laminados, o carpete de madeira é encaixado por réguas que entregam belos desenhos no resultado final.

Vantagem:

  • Preço baixo;
  • Facilidade de Instalação;
  • Pode ser colocado sobre pisos frios.

Desvantagem:

  • Alto índice de ruído e barulho ao caminhar sobre o piso;
  • Material menos resistente;
  • Durabilidade reduzida;
  • Não é recomendado usar em áreas externas.

Se o orçamento está curto e o local a ser aplicado o piso não recebe um grande volume de tráfego, o carpete de madeira pode ser uma boa pedida.

Porém, se o local for área externa ou ambiente com grande fluxo de pessoas, a colocação deste tipo de piso não é recomendado.

PISO CIMENTÍCIO

Piso cimentício que imita madeira

 

 

 

 

 

 

Se você procura algum tipo de piso para ambientes rústicos ou artesanal, a recomendação certeira é o piso cimentício.

Este tipo de piso conta com uma vasta gama de opções de estampas e por conta da alta tecnologia, algumas dessas estampas imitam perfeitamente a madeira natural.

Já na fabricação o formato de madeira é estimulado. As formas que recebem o concreto são em formatos de tábuas de madeira para deixa-lo no aspecto ideal para receber as tintas que darão o aspecto de madeira maciça.

Poucas pessoas conhecem este tipo de piso e se você tem um ambiente rústico, pode ir de piso cimentício sem medo de errar.

Vantagens:

  • Piso muito durável e resistente;
  • Mais barato;
  • Não há necessidade de grandes cuidados;
  • Não há necessidade de manutenção constante;
  • Facilidade na instalação.

Desvantagens:

  • Não combina com qualquer ambiente;
  • Difícil sua limpeza;
  • Não é um piso térmico

Como bastante citado, é um piso recomendado para áreas e locais mais rústicos, já em áreas mais sofisticadas e internas, o cimentício está sendo muito utilizado em paredes.

Já no lado externo, os pisos são aplicados em bastante lugares já que sua resistência ao sol e chuva é imensamente maior a qualquer outro piso.

PISO LAMINADO

piso porcelanato que imita madeira

 

 

 

 

 

 

 

O assunto de piso laminado já é bastante atacado em nosso blog do piso laminado.

Este piso veio para brigar com o carpete de madeira, sobressaindo como melhor opção por conta da sua qualidade bem superior.

O piso laminado é formado por camadas de derivados de madeira. Imaginemos um bolo de 4 camadas, esse é o piso laminado.

Na primeira camada temos o acabamento com a proteção de resina. O acabamento que vai na segunda camada e a resina são responsáveis por darem o aspecto de beleza no desenho dos pisos.

Já na terceira camada temos a madeira do laminado, um compensado de MDF combinado com PVC. No final e na quarta camada temos o famoso balanço, este é o responsável por equilibrar o conjunto da obra.

Vantagens:

  • Piso mais resistente e duradouro.
  • Instalação prática e simples;
  • Não exige maturação após a instalação;
  • Os cuidados diários são mais fáceis;
  • Pode ser limpado com vassoura, pano úmido e sabão neutro.

Desvantagem:

  • O seu resultado final pode não ser muito semelhante ao piso de madeira natural;
  • Sua aparência tende a ser mais artificial;
  • Alto índice de ruído e barulho ao caminhar;
  • Não pode ter contato com água.

O laminado tem o melhor custo e benefício do mercado, é um piso muito adquirido para instalações em novas casas e principalmente em apartamentos.

Seu acabamento tem uma grande variação e alguns chegam a custar caro mas o resultado final é impressionante.

Bom, como já aprendemos sobre a diferença dos pisos que imitam madeira, agora passamos a aprender como instalar os principais pisos amadeirados.

 

INSTALAÇÃO DOS PISOS QUE IMITAM MADEIRA

Como instalar piso laminado

De acordo com a Fabricante Eucatex, algumas recomendações devem ser levadas em conta antes da instalação, vejamos:

Analise do Contrapiso

O contrapiso é um elemento importante para o bom desempenho e sucesso no resultado final do serviço e deve ter as irregularidades verificadas com a utilização de uma régua medindo de parede a parede a cada 1 metro.

Caso apresentar alguma deformidade ou saliência, você deve analisar a magnitude e ponderar que saliências maiores que 3 milímetros devem ser removidas.

Havendo depressões também superiores a 3 milímetros, elas devem ser corrigidas imediatamente com massa tipo argamassa de secagem ultra rápida e após, você deve aguardar a maturação do seu contrapiso para iniciar a instalação do piso.

Verificação da umidade

O concreto é um material poroso e de alta absorção, então ele é um grande transmissor de umidade.

Se o contrapiso tiver contato direto com o solo, deve-se dobrar o cuidado por conta dele reter e transmitir umidade para o seu laminado.

O teste do plástico é a forma mais eficaz de se verificar se há umidade no contrapiso. Veja como fazer:

Técnica de Fixação do Plástico

Corte alguns pedaços de plástico medindo 50 x 50 cm;

Cole esses plásticos com fita adesiva em áreas espalhadas do contrapiso e observe por 48 horas;

Após o prazo de 48 horas, levante a ponta do plástico e observe a existência de pequenas gotas d’agua. Se houver gotas ou o contrapiso escurecer, é sinal que existe problemas com umidade no local.

Não é recomendado a instalação de pisos em áreas com umidade. O recomendado é tirar a umidade mas caso não seja possível, basta utilizar produtos a base de vedação plástica e após passa-los, forre o local com saco plástico.

Em cima dos sacos, utilize a manta de polietileno antes de instalar o piso.

Preparação do Ambiente

Preparar o ambiente é bem mais simples do que você pensa, uma vez que os laminados podem ser instalados em cima de vários tipos de contrapisos.

Veja como deixar o ambiente pronto para a instalação:

  • Remover todos os cordões, rodapés ou carpetes existentes. Se houver rodapé em pedra ou cerâmica esse processo não é preciso;
  • Se necessário for, regularize o piso existente;
  • Se houver regularização, é necessário aguardar a curação do piso arrumado;
  • Deixe a área mais limpa o possível.

É importante limpar muito bem a área, retire todo o excesso de poeira e pedras, não deixe nada que possa afetar o seu laminado.

Arremates de Batente e Portas

O corte dos batentes são tão importantes que devem ser feitos com muita atenção.

Todo piso tem dilatação por conta da oscilação de temperatura e esse espaço deve ser observado e deixado quando da instação. Os batentes precisam ser cortados com a ajuda de uma régua de piso e colocado sobre a manta.

A régua com a manta serve de base para o corte e com um lápis, marque no rodapé o lugar a ser cortado.

Para cortar o batente da porta você pode usar uma serram manual ou elétrica.

A profundidade ideal a ser obedecida é de 15 milímetros.

Fixação dos Acessórios

Para fixar os acessórios é de muita importância separar todos os elementos a serem utilizados.

Com tudo em mão, fique a base dos acessórios no contrapiso utilizando bucha e parafuso.

Instalação da Manta

Coloque a manta por toda a área a ser instalado o piso, sempre com o logotipo da marca para baixo e coloque-as de modo que as emendas não coincidam com as juntas longitudinais dos laminados.

Coloque as mantas até que elas alcancem a altura do rodapé, conforme a imagem abaixo.

É importante ressaltar que o logotipo que há na manta deve ficar com a face voltada para o contrapiso, ou seja, voltado para baixo.

Instalação do Piso Laminado

A manta deve ser colocada sempre com o sentido oposto a que for colocar as réguas e postas diretamente acima do contrapiso,.

Análise do ambiente

Logo que a manta for totalmente espalhada e disposta no ambiente, os pisos devem ser projetados como serão dispostos.

Deve ser observado o alinhamento das paredes e caso seja necessário, ajuste e recorte as réguas de forma a ficarem alinhadas com a parede.

Modulação das réguas

Faça uma análise inicial do sentido das réguas de modo a ter maior e melhor aproveitamento de todo o piso.

De acordo com a experiência de diversos instaladores, a melhor forma a ser instalado o piso é sempre no sentido menor do ambiente.

Ideal também é medir o local e calcular as laminas entre fileiras para não haver recortes.

Aplicação da cola

Alguns modelos que não são de click devem ser utilizados colas para unir as laminas.

A cola utilizada é de PVA e deve ser colocada sempre no lado fêmea do encaixe de forma contínua e homogênea, com quantidades suficientes para minar o excesso na superfície quando as réguas forem juntadas.

A selagem da superfície se dará por conta do excedente da cola que vazou e assim evitará a infiltração de líquidos entre as laminas.

Imediatamente após a colagem e encaixe, limpe o excesso utilizando pano úmido pois a cola seca é muito difícil para remover do laminado.

Início da instalação

Cuidadosamente, coloque as réguas no contrapiso no modo pré-definido e encaixe com toda cautela sempre da esquerda para a direita e com a fenda do lado fêmea voltado para a parede.

As fileiras posteriores devem ter suas amarrações feitas na união das réguas devendo ser observado a medida de 20 centímetros por conta do desalinhamento.

A cinta de tração deve ser usada para manter as três primeiras fileiras bem alinhadas para que a sequência da colocação dos pisos fiquem perfeitas.

Ordem de colocação

A primeira régua deve ficar com o lado fêmea (topo liso) e o lado macho (lateral) voltados, ambos, para a parede. Cabe lembrar que a parede deve estar com um espaçador de aproximadamente 8 a 10 milímetros.

Esse espaço dado da parede e assegurado pelo espaçador é o que vai garantir a dilatação, não deixando que o piso encavale ou se solte.

Instalação longitudinal

As próximas réguas deve sem colocadas com ângulos de 20 a 30 graus devendo ser encaixado o lado macho no lado fêmea da régua já instalada.

Com movimentos suaves, abaixe a régua até que se encaixe perfeitamente na fenda.

Ajuste das fileiras

Ao finalizar a colocação da última régua de cada fileira, verifique se todas as juntas estão perfeitamente encaixadas.

Ajustando fileiras

Chegando na extremidade da parede, observe a folga de 8 milímetros e corte a régua.

A utilização de espaçadores devem ser sempre observadas e no término de fileira o recorte mínimo não pode ser inferior a 20 centímetros. Se você mediu bem o ambiente antes seu recorte será perfeito.

Aplique a Cola PVA para ajustar o encaixe das réguas usando a alavanca metálica.

Ajuste de arremates

O arremate perfeito está no encaixe e para que saia como planejado, utilize o batedor de régua e o martelo para dar o retoque final onde a cinta de tração não alcance.

Paredes fora do esquadro

Se a parede estiver fora de esquadro,  as réguas devem ser cortadas com o auxílio de um esquadro chamado suta.

Outras dicas

Ideal deixar o piso laminado no local a ser instalado 24 horas antes da atividade para que ele se adapte a temperatura e umidade do ambiente. Vale lembrar que o pacote não deve ser aberto.

Veja esse vídeo sobre como instalar:

De forma alguma instale os pisos em lugares onde há umidade em excesso ou contato contínuo com água.

O laminado pode ser aplicado sobre a maioria dos pisos existentes como piso vinílico, chapas, cerâmicas, porcelanatos etc.

Espero ter ajudado com essas dicas de pisos que imitam madeira e caso tenha alguma dúvida é só postar nos comentários abaixo.